Blog

Conteúdo sobre gente e gestão

Diversidade étnica nas empresas
Publicado 23.03.2023 em Recursos Humanos

O que você precisa saber sobre diversidade étnica nas empresas?

Mesmo em um país tão miscigenado quanto o Brasil, a diversidade étnica nas empresas ainda é um desafio a ser superado. Isso porque existe grande desvalorização e marginalização de profissionais não brancos, especialmente negros e indígenas. Uma prova disso é no caso dos cargos de chefia: apenas 9,45% das posições de diretoria são ocupadas por pessoas pretas.

Alguns esforços para mudar isso já são colocados em prática, por exemplo, com as cotas de contratação. Contudo é preciso pensar em outras maneiras para abrir espaço. Isso vai desde o recrutamento até o dia a dia dos colaboradores. Além, é claro, da necessidade de incluir esse pensamento na cultura organizacional. Leia o artigo de hoje e saiba mais sobre a diversidade étnica dentro das organizações.

Leia também: Recrutamento inclusivo: 4 passos para promover diversidade.

O que a legislação do trabalho diz sobre diversidade étnica?

Não existe uma lei em si sobre a diversidade étnica, mas há algumas para inclusão de grupos minoritários. Dentro delas, existem partes que falam especificamente do ambiente de trabalho e o que deve ser feito.

A primeira, em ordem cronológica, é de 2009 e consiste na alteração da lei 9.029 /95, que trata de práticas discriminatórias na admissão em empregos. Desde então, a legislação garante reserva de vagas para negros em companhias privadas com mais de 200 funcionários. Contudo a fiscalização ainda é um problema, tanto que um levantamento da Pulses verificou que menos de 10% dos colaboradores das empresas são de grupos socialmente minoritários.

Ademais, em 2010, a  lei 12.288 instituiu o Estatuto da Igualdade Racial. Ele visa a garantir direitos para a população preta e parda. Dessa forma, traz resoluções a respeito da educação, saúde, lazer e, também, empregabilidade. Em seu artigo 39, trata da promoção de programas para garantir igualdade de empregos para as pessoas contempladas. E, apesar de focar mais nos empregos públicos, essa lei também trata de incentivos para adoção das medidas em empresas privadas.

Em 2014, surgiu a lei 12.990, que estabeleceu cotas para PPI (pretos, pardos e indígenas), só que em concursos públicos. Isso mostrou uma tentativa de igualar oportunidades e aumentar a diversidade étnica.

Essa é a perspectiva legal sobre o assunto. Porém também é necessário ter uma mudança de mentalidade, ou seja, na cultura organizacional. Assim, será possível usufruir dos melhores talentos do mercado e impulsionar sua empresa. Veja, a seguir, outros benefícios de incentivar a diversidade étnica.

Quais são as vantagens de ter mais diversidade étnica na empresa?

A diversidade étnica também é uma estratégia de mercado, seja por conta da melhora na imagem da empresa ou da maior quantidade de trabalhadores resolvendo as questões da companhia. Vale ressaltar que são pessoas que não obtinham chances por conta do preconceito existente e agora isso pode ser mudado para melhor.

Com isso e com a mudança cultural, os seguintes benefícios ficam evidentes:

  • redução do índice de turnover, pois os funcionários se sentirão mais acolhidos;
  • diminuição dos conflitos internos devido à uma cultura de respeito;
  • equipes mais inventivas e criativas;
  • melhora dos resultados.

Ainda acrescentamos o que diz o estudo “Ações Afirmativas no Mundo Corporativo: um estudo sobre o impacto da diversidade no mercado de trabalho”, realizado pelo Instituto Identidades do Brasil: a cada 10% de aumento na diversidade étnico-racial, há um aumento de quase 4% da produtividade organizacional. Ou seja, não faltam motivos para que o assunto seja tratado com a seriedade que merece nas empresas.

Um time mais feliz é um time mais produtivo. Com as melhorias que citamos acima, os níveis de satisfação, bem-estar e segurança dos colaboradores serão maiores. Ou seja, adotar uma postura favorável à diversidade étnica é positivo para a empresa, para os colaboradores e para a sociedade.

Logo, a tarefa do RH é plural, envolvendo a mudança dos costumes aos poucos, a implementação correta das reservas de vagas e a própria recepção dos novos colaboradores. Sem falar na necessidade de ações de integração de toda a equipe.

A diversidade étnica veio para ficar na pauta do mundo corporativo. Aderir não é mais uma questão de estilo, mas uma forma estratégica de mercado e um ato de alto impacto social. Continue acompanhando nosso blog regularmente para receber mais insights.

Compartilhe nas redes


Leia mais

aplicativos
Publicado 08.07.2016 em Recursos Humanos

Aplicativos para Gestão de RH

Conheça aplicativos para ajudá-lo na gestão de RH. Com um caminhão de diversidade, os apps invadem também o mundo corporativo tonando os processos mais dinâmicos e rápidos.

Saiba mais sobre a CERTPONTO e como ela impacta no seu negócio!

Quando se trata de gestão do ponto e de tempo, cada negócio possui características e necessidades únicas! É por isso que a plataforma possui módulos, para que a escolha seja para o que realmente fará diferença para cada negócio.

Entrar em contato